Sobre

Projeto

Sobre nós

O projeto «MUROS: Imaginamos a Eurorregião Alentejo, Algarve e Andaluzia», através da comunicação escrita, falada, documentada, fotografada, online e presencial, pretende contribuir para o reforço do conhecimento por parte da sociedade civil sobre a Eurorregião Alentejo, Algarve, Andaluzia (AAA). Tem como objetivos que a figura da eurorregião, uma vez representativa e inclusiva, reforce a sua identidade enquanto espaço interdisciplinar e plural.

O projeto «MUROS: Imaginamos a Eurorregião Alentejo, Algarve e Andaluzia», através da comunicação escrita, falada, documentada, fotografada, online e presencial, pretende contribuir para o reforço do conhecimento por parte da sociedade civil sobre a Eurorregião Alentejo, Algarve, Andaluzia (AAA). Tem como objetivos que a figura da eurorregião, uma vez representativa e inclusiva, reforce a sua identidade enquanto espaço interdisciplinar e plural.

É importante que a Eurorregião AAA se torne um lugar que represente «casa» para os que cá residem e que se mostre apetecível para potenciais novos moradores. Que signifique escala, quer pela cooperação efetiva e multinível entre o Alentejo, o Algarve e a Andaluzia, bem como se mostre espaço de oportunidades para todos e todas. O que não pode ser dissociado de maior participação por parte dos cidadãos e cidadãs nem de instituições mais democráticas e dialogantes com a comunidade. É preciso aproximar a cidadania deste projeto político simbólico, promovendo que os cidadãos e as cidadãs se tornem atores e co-construtores, e não apenas beneficiários, da cooperação transfronteiriça. A cooperação transfronteiriça tem que esbater desigualdades e promover a união e a justiça social. No MUROS acreditamos que para tal acontecer é importante promover o conhecimento sobre o que é afinal um eurorregião, em que estado de desenvolvimento se encontra e que potencial tem por desenvolver de forma sustentável.

Conseguimos trabalhar a informação através de entrevistas, notícias, artigos de opinião, reportagens e documentários que abordem os diversos tópicos acima aventados. Tem de ser uma comunicação de proximidade com a comunidade de modo a que esta se reveja e se mostre disponível para trabalhar os muros da sua comunidade, e que teimam em bloquear  o desenvolvimento sustentável do território, bem como se disponibilize a criar soluções para os problemas, empoderando as pessoas nos seus vários lugares.

Projetamos ações no terreno que visam aproximar as pessoas, como tertúlias, debates e conferências, colocando-as em contacto para que desses encontro surjam sinergias num objetivo comum: desenvolver a Eurorregião AAA enquanto espaço de multiplicação de valor, oportunidades, promoção da igualdade e justiça social. É importante levar a cabo auscultação aos cidadãos para sabermos o que desejam fazer no âmbito da eurorregião de modo a que a sintam como sua também e contribuam para o seu cuidado. Produzira ações de cidadania participativa que criem informação credível sobre em que tipo de sociedade e projetos os cidadãos e cidadãs têm interesse desenvolver e em verem-se envolvidos. Ações diversas, entre elas de educação não-formal, que projetem a co-construção por inerência a um maior conhecimento das ferramentas e mecanismos ao dispor na Eurorregião AAA. Para tal é importante desenvolvermos um sistema de parcerias no território que permita um acesso a pessoas, instituições e meios que de outro modo se torna mais difícil. Acreditamos que existe um potencial por desenvolver na Eurorregião que a ser feito com base nos pressupostos atrás referidos tem tudo para ser uma ferramenta muito eficiente no combate ao despovoamento, desertificação e ao sentimento de interioridade que assola as zonas mais deprimidas da Eurorregião AAA.

É de referir que a Eurorregião AAA está localizada no sul peninsular e europeu e numa situação privilegiada em relação às grandes áreas metropolitanas (Madrid e Lisboa), e entre o Atlântico e o Mediterrâneo. Se dúvidas houvesse da escala da Eurorregião elas ficariam dissipadas uma vez que é apontada como uma posição privilegiada no âmbito da nova Estratégia Territorial Europeia. A área total ascende aos 19.869 km2, ocupando 21% da superfície da Península Ibérica.

É de referir que a Eurorregião AAA está localizada no sul peninsular e europeu e numa situação privilegiada em relação às grandes áreas metropolitanas (Madrid e Lisboa), e entre o Atlântico e o Mediterrâneo. Se dúvidas houvesse da escala da Eurorregião elas ficariam dissipadas uma vez que é apontada como uma posição privilegiada no âmbito da nova Estratégia Territorial Europeia. A área total ascende aos 19.869 km2, ocupando 21% da superfície da Península Ibérica.

Estatuto Editorial

  1. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA é uma publicação periódica de comunicação que privilegia formatos multimédia.
  2. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA acredita na força das palavras para promover o sentimento de comunidade num espaço que é ibérico e que tem de ser mais valorizado e devolvido às pessoas comuns em detrimento de um excesso de narrativas políticas, tecnocratas e cifradas para a maioria dos habitantes que ocupam o seu território que é a Eurorregião AAA
  3. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA privilegia as histórias e as narrativas feitas a pensar no importante desenvolvimento da cidadania participativa onde todos têm o seu lugar para construir e imaginar um território de equidade e justiça social e desenvolvimento económico sustentável
  4. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA pretende exercer uma liderança servidora de pontes na comunidade da Eurorregião AAA em que a palavra (escrita, falada, desenhada, filmada, fotografada, etc) tem papel central
  5. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA considera que é preciso escrever/comunicar sobre a Eurorregião AAA com os cidadãos e cidadãs para que estas pessoas se sintam incluídas e tidas em linha de conta não apenas como números para as estatísticas, mas sim como seres com a sua história de vida e circunstâncias
  6. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA tem o objetivo de fazer pressão junto do poder público para que este através da informação credível que damos – e que se baseia no quotidiano da eurorregião enquanto espaço de cooperação entre pessoas e instituições – olhe mais para as lacunas ao desenvolvimento e crie políticas públicas de equidade e promova a coesão territorial e coesão social num lugar comum muito específico e idiossincrático que envolve dois países (Portugal e Espanha) e três regiões (Alentejo, Algarve e Andaluzia) com um presente, futuro e memória que é preciso preservar
  7. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA está convicta que mais informação e comunicação credíveis darão mais conhecimento à população de todas as faixas etárias e maior poder de intervenção e decisão nas suas comunidades
  8. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA  norteia-se pelo rigor e profissionalismo em todo as tarefas a que se propõe realizar
  9. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA  orienta-se por critérios de independência, rigor, pluralismo, transparência e criatividade
  10. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA recusa qualquer tipo de discriminação, nomeadamente de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política.
  11. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA não se obriga à neutralidade ou à imparcialidade quando estiverem em causa a dignidade humana ou qualquer outro valor fundamental da vida em sociedade
  12. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA recusa qualquer tipo de pressão para realizar as suas tarefas em prol de ideologias político-partidárias/religiões/lobbies obscuros nem sob qualquer tipo de chantagem 
  13. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA assume-se como um lugar onde é dado destaque a especialistas coerentes, incontestáveis e de mérito nas várias matérias que trazemos «à estampa»
  14. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA assume-se como um lugar de liberdade, criação, experimentação e inovação social
  15. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA assume-se como um projeto parceiro das causas em que acredita e que pugnam pela proteção de quem é mais vulnerável nas mais variadas condições, pois acreditamos que assim podemos ajudar a manter a coerência de que é preciso lutar por políticas públicas com ordens de grandeza  diferentes e que não podem ser construídas «pelo telhado»
  16. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA assume-se como um parceiro de pessoas/ideias/projetos empreendedores/ empresas que imaginem o desenho de comunidades no modelo participativo de «baixo para cima»
  17. A MUROS: Imaginamos a Eurorregião AAA assume-se como um espaço de inquietação mobilizadora em prol da solidariedade entre todas as pessoas, sem excepção

Ficha Técnica e Contactos

Proprietária: Delaurent – Turismo, Comunicação e Consultoria, Lda
NIPC: 509106811
Periodicidade: Anual
Directora/Editora: Susana Helena de Sousa
Sede: Sítio do Malhão, Cx Pt 272, 8950-191 Castro Marim, Algarve – Portugal
Email: geral@muros.online

Missão

O nosso objetivo

Contribuir para o reforço da identidade da Eurorregião Alentejo, Algarve e Andaluzia (AAA) através da democratização do acesso às oportunidades, mas através de um conhecimento abrangente do território, bem como trabalhar para um aumento da noção de espaço público, comunidade, democracia e cidadania participativas, inclusão, sustentabilidade e futuro geracional.

muros-mission_community

COMUNIDADE

Criação de um espaço online e offline de cidadania participativa e de criação de um espaço público acessível aos cidadãos.

muros-mission_projects

PROJETOS

Fazer pontes entre pessoas e instituições para desobstaculizar o desenvolvimento dos lugares e tentar contribuir para encontrar soluções para que os muros que entropeçam sejam derrubados.

muros-mission_future

FUTURO

MUROS é uma semente para o futuro. O nosso futuro, o dos nossos filhos, dos nossos netos; dos que desejamos que venham depois de nós. Assumir a nossa responsabilidade geracional.

Entrevistas, eventos, novidades e acontecimentos

Artigos

Arte, palavra e liberdade de expressão dá «pano para mangas» neste Abril dos 50 anos

É preciso celebrar o «25 de Abril» e lembrar as suas conquistas. É preciso conquistar novas vitórias. É preciso utilizar a palavra, a arte e a liberdade de expressão para denunciar, causar impacto e promover mudança. O caminho é inacabado e a celebração esta terça-feira por parte da biblioteca municipal Vicente Campinas, em Vila Real […]

Jaime da Costa Lopes: o militar que datilografou o livro «Portugal e o Futuro» do general Spínola

A ditadura vivida em Portugal no século XX em constituiu-se num enorme muro erguido pelo nacionalista António de Oliveira Salazar, tendo durado entre 1933 e 1974. O regime salazarista caiu após o sacrifício de milhares de pessoas, entre elas os militares que eram obrigados a lutar numa guerra colonial ultramarina que destruiu as famílias na, […]

“Os ciganos deixaram de ser perseguidos para passarem a ser discriminados”

Prudêncio Canhoto, presidente da Associação de Mediadores Ciganos de Portugal (AMCP) traduziu o sentimento da comunidade cigana, nomeadamente, a que conhece melhor e que se insere em Beja, no Baixo Alentejo. Afiança que “os ciganos deixaram de ser perseguidos para passarem a ser discriminados”, queixando-se que os ciganos são sempre os últimos da lista a […]

Fica a par de todas as novidades e acontecimentos

Subscreve-te à nossa newsletter

Entra em contacto connosco

Queres saber mais sobre o projeto?
Entra em contacto connosco!

E-mail

geral@muros.online

Telefone

+351 964 211 557

Chamada para a rede móvel nacional

Obrigado pelo email!

A mensagem foi enviada com sucesso. Entraremos em contacto em breve.

Bom dia.